O que é SDLC (Software Development Life Cycle, ciclo de vida de desenvolvimento de software)?

Ciclo de vida de desenvolvimento de software é um processo de planejamento, criação, teste e implantação de sistemas de informação para hardware e software.

O desenvolvimento de software é um processo iterativo que é seguido em um projeto de software e que consiste em várias fases de criação e execução de aplicativos de software. O SDLC ajuda na medição e no aprimoramento de um processo, o que permite uma análise do desenvolvimento de software em todas as etapas do caminho.

O SDLC simplesmente descreve todas as tarefas necessárias para criar e implantar um aplicativo de software, o que evita desperdícios e aumenta a eficiência ao longo do caminho. O monitoramento que faz parte do SDLC ajuda as empresas a garantir que tudo seja feito em tempo hábil, que os orçamentos sejam cumpridos e que o software continue sendo um investimento viável. Muitas vezes, o SDLC é descrito como o aproveitamento de abordagens Agile ou em cascata, e muitas organizações usam um híbrido de ambas.

1. Identifique os problemas atuais

ITSM é uma abordagem estratégica de gerenciamento de TI com foco na entrega de valor aos clientes. O ITSM define claramente as funções e as responsabilidades de todos os indivíduos e departamentos em relação aos serviços de TI. Ele permite maior produtividade, custos mais baixos e maior satisfação do usuário final.

2. Planejamento

Os líderes do projeto avaliam os termos do projeto, incluindo o cálculo de custos de mão de obra e materiais, para criar um cronograma com objetivos. O planejamento também deve incluir áreas de feedback das partes interessadas ou de qualquer pessoa que se beneficie dos aplicativos. O escopo do projeto deve ser claramente definido, a finalidade do aplicativo deve ser descrita e os limites necessários devem ser impostos para impedir que o projeto mude ou se expanda para além do escopo.

Gráfico que mostra as diferentes partes do ciclo de vida de desenvolvimento de software.

3. Defina os requisitos

A próxima etapa é definir e documentar os requisitos e obter aprovação das partes interessadas. Defina o que o aplicativo deve fazer, quais recursos seriam incluídos e os obstáculos ao longo do caminho. Também é necessário identificar e incorporar os recursos ao projeto para definir os requisitos.

4. Projeto e prototipagem

O SDLC requer uma etapa de design que modele o modo de operação do aplicativo e os aspectos do design. Alguns dos aspectos podem incluir:

  • IU: como os clientes irão interagir com o software e como ele deve responder a determinadas entradas.
  • Programação: a linguagem de programação que será usada e o modo como o software abrandará problemas e realizará tarefas.
  • Segurança: as medidas que serão adotadas para garantir que o aplicativo fique protegido. Isso inclui criptografia SSL, proteção por senha e armazenamento seguro de dados.
  • Comunicações: defina como o aplicativo se comunicará com outros ativos, como um servidor central.
  • Arquitetura: inclui práticas do setor, quaisquer modelos, design geral e linguagens de programação específicas.
  • Plataformas: descreve a plataforma que hospedará o software, como Apple, Windows, Android ou Linux.

Depois de definir o design, um protótipo de uma versão anterior do software pode ser criado para demonstrar uma ideia básica da aparência de um aplicativo, como ele responderá e o que poderá fazer. Essa é a fase em que os programadores recebem feedback das partes interessadas para aprovar o aplicativo. A prototipagem é muito mais econômica do que fazer mudanças na fase de desenvolvimento.

5. Desenvolvimento de software

Essa é a fase do SDLC em que o programa em si é escrito, seja usando um só desenvolvedor ou uma grande equipe em que cada um trabalha em diferentes partes do desenvolvimento. O SDLC pode prever problemas no processo de desenvolvimento de software que podem atrasar a produção, como aguardar resultados de teste ou compilar código.

6. Testes

Os aplicativos devem ser testados continuamente para garantir que funcionem bem juntos, pois o desenvolvimento de software é geralmente dividido em projetos menores concluídos por equipes e indivíduos separados. Certifique-se de que cada função seja realizada como deveria e que cada parte do aplicativo interaja bem com outras partes. Isso reduz o número de erros que os usuários podem encontrar ao usar o aplicativo e resulta em uma taxa de uso mais alta e maior satisfação do usuário.

7. Implantação

Um aplicativo é implantado assim que o teste é concluído, o que o torna disponível para os usuários. Essa etapa do processo pode ser manual ou automatizada, dependendo da complexidade e das necessidades do aplicativo.

8. Operações e manutenção

Assim que o aplicativo for implantado e estiver em uso, a fase final descobre os erros que acabaram passando durante o teste e os resolve. Isso pode iniciar um processo iterativo.

Há várias abordagens diferentes de desenvolvimento de software, todas diferentes o suficiente para poder atender às necessidades de uma organização.

Em cascata

Assim como uma cascata flui de forma linear, o SDLC em cascata é um modelo linear em que o desenvolvimento do software começa do início e avança por cada etapa do processo. Mas a próxima etapa só pode começar quando a etapa anterior é totalmente concluída. O SDLC em cascata ajuda uma empresa a analisar a continuidade e a viabilidade de cada etapa do processo, o que pode ajudar a eliminar gargalos ou silos.

Agile

A metodologia Agile se concentra fortemente na experiência e na contribuição dos usuários, o que pode resolver muitos problemas que surgiram de aplicativos mais antigos que eram mais complicados de usar. O software, à medida que passa pelo processo Agile, responde de modo dinâmico ao feedback e é lançado em ciclos mais rápidos para aderir a um mercado rápido e que passa por mudanças constantes.

Iterativo

Os desenvolvedores de software criam rapidamente uma versão inicial do software que, em seguida, é aprimorada em pequenas iterações. Essa é uma abordagem geralmente usada em aplicativos maiores que pode ajudar a colocar o aplicativo em funcionamento para atender à necessidade de negócio mais rapidamente.

DevOps

Muito semelhante ao Agile, o DevOps procura melhorar a usabilidade e a relevância de um aplicativo que foi desenvolvido, reunindo feedback dos usuários de software durante as fases de design e implementação, tudo isso enquanto usa colaboração e comunicação ativas entre os membros de uma equipe que foi montada para abordar todos os aspectos de um produto. Essa equipe incluirá representação para funções operacionais de tecnologia da informação, bem como desenvolvimento, teste e segurança.

Espiral

O método em espiral usa a abordagem iterativa de outros modelos em conjunto com processos sequenciais, como os vistos no método em cascata. Isso permite versões e refinamentos incrementais em cada etapa da espiral à medida que o desenvolvimento passa por cada etapa do processo repetidamente.

Modelo V

Também conhecido como modelo de verificação e validação, o modelo V aborda as etapas sequencialmente, mas em forma de "V". Ele é uma extensão da abordagem em cascata que inclui testes diretamente associados a cada fase do desenvolvimento, em vez de fazer testes em uma só fase.

Big bang

Há muito pouco planejamento e poucos processos envolvidos no modelo de big bang. O processo começa com o financiamento e os recursos necessários e, em seguida, produz um software que, com sorte, cumprirá os requisitos do cliente. Esse modelo geralmente é usado para projetos muito pequenos com equipes muito pequenas que não exigem tanta estrutura e processos formais.

O SDLC oferece um objetivo inicial e centralizado para que todos concordem e entendam. Há um plano claro de desenvolvimento, incluindo recursos e custos associados, e as funções podem ser designadas para garantir a execução adequada do plano.

Controle de fontes

O controle de fontes mantém todo o código em um só local para proteger o código de trabalho. Pode ser um local físico ou virtual onde os usuários podem fazer login em um ambiente de nuvem criptografado.

Integração contínua

Certifique-se de que todos os componentes do ativo sejam sempre compatíveis durante todo o ciclo de vida. A integração contínua garante que todos os membros da equipe evitem conflitos e duplicatas usando bibliotecas e linguagens de programação semelhantes.

Sistemas de gerenciamento de SDLC

Adicione transparência aos sistemas em todas as fases do projeto e durante todo o projeto como um todo. Os sistemas de gerenciamento de SDLC controlam todas as etapas do caminho enquanto adicionam análise, sistemas de gerenciamento de trabalho e rastreamento de erros que podem melhorar partes do ciclo de vida que não estão sendo realizadas com eficácia.

O ciclo de vida de desenvolvimento de software é um excelente processo que pode ajudar as equipes no processo de desenvolvimento e implantação de software, incluindo as correções necessárias, utilizando práticas recomendadas e metodologias.

Habilidades que crescem junto com seu negócio

Expanda o sucesso do DevOps em toda a empresa. Acelere sem medo e minimize os atritos entre o desenvolvimento e as operações de TI.