O que é GRC?

Os recursos que ajudam uma organização a lidar com incertezas, agir com integridade e alcançar objetivos de forma confiável usando uma cultura de consciência dos riscos.

O GRC (Governance, Risk, and Compliance, governança, risco e conformidade) oferece às organizações a confiança e as ferramentas necessárias para operar seus negócios sem ultrapassar os limites regulatórios. Muitas organizações não têm programas de GRC bem definidos ou têm a tendência de negligenciá-los. Para ter sucesso, as organizações devem aprimorar a resiliência e se preparar para interrupções a fim de permanecer relevantes e oferecer valor.

O caso de negócio de GRC deve se concentrar em melhorar a visibilidade sobre riscos, alinhar as iniciativas de GRC às prioridades de negócios e apresentar informações prospectivas para ajudar as empresas a agir de forma rápida e decisiva.

Governance: as estruturas das atividades de uma organização e se elas estão ou não alinhadas aos objetivos de negócios. As atividades incluem processos, estruturas e políticas destinados a gerenciar e monitorar as atividades da empresa.

Risk: um processo contínuo de lidar com riscos, reduzir riscos por meio de controles e oferecer garantias de que os riscos são gerenciados de acordo com as políticas. Isso inclui medição dos riscos, avaliação, retenção, monitoramento e identificação.

Compliance: garantir que as atividades de uma organização operem de forma alinhada às leis e aos regulamentos.

  • Estratégico: propriedade e governança eficazes dos riscos que afetam as estratégias de negócios.
  • Operacional: qualquer coisa que possa interromper, alterar ou afetar as operações de uma empresa e seus processos.
  • Tecnologia: inclui riscos cibernéticos, além de falhas em aplicativos, bancos de dados, infraestruturas e outros dispositivos conectados.
  • Dados: quando as informações são suscetíveis a roubo ou corrupção. A proteção inclui manter os dados confidenciais e garantir a integridade e a disponibilidade deles.
  • Cibernético: semelhante ao risco de tecnologia. Perda financeira, interrupção dos negócios ou danos gerais à reputação de uma organização causados por falhas na tecnologia da informação.
  • Privacidade: o potencial de perda, divulgação não autorizada ou roubo de dados privados.
  • Reputação: o potencial de uma organização de ser vista negativamente devido a um cliente descontente, violação de dados, falha do produto ou uma avaliação negativa.
  • Terceiros: garantir que fornecedores, parceiros comerciais e todos os afiliados tenham uma boa postura contra riscos e não afetem a organização.
  • Conformidade/regulatório: o nível em que a não conformidade pode afetar as obrigações regulatórias.

  • As partes interessadas exigem um alto nível de transparência, responsabilização e desempenho.
  • Os regulamentos mudam constantemente de maneira imprevisível.
  • Os relacionamentos e riscos de terceiros estão crescendo exponencialmente, o que é um desafio para a gerência.
  • A falta de identificação dos riscos causa impactos severos.
  • Os ganhos de eficiência por meio de GRC são necessários para o crescimento dos negócios.

O GRC integrado, ou gerenciamento integrado de riscos, é uma abordagem de escopo mais amplo e para toda a empresa que capacita as organizações a monitorar, gerenciar e reagir aos diferentes riscos em tempo real. O gerenciamento integrado de riscos é um aspecto importante de uma organização consciente de riscos que pode aprimorar o desempenho e a tomada de decisões.

Estratégia

Os gerentes podem tomar decisões informadas e baseadas em riscos para ficarem alinhados com os objetivos de negócios.

Integração

As organizações têm uma melhor compreensão dos riscos e dos impactos desses riscos sobre os resultados financeiros. Isso é compartilhado entre departamentos e unidades de negócios, o que pode ajudar na eliminação de silos e na duplicação desnecessária.

Digitalização

O GRC é unificado em uma só plataforma para permitir a automação de processos. Os fluxos de trabalho são simplificados, a documentação pode ser armazenada e existe a criação de uma estrutura mais padronizada.

As expectativas dos profissionais estão evoluindo e, portanto, uma abordagem integrada de gerenciamento de riscos é desejável.

O GRC eficaz deve:

  • Ser orientado por líderes do setor, como CISOs, CROs, CIOs, CFOs, CEOs, departamento jurídico etc.
  • Ter uma cultura concentrada em riscos.
  • Ser integrado a uma plataforma moderna, integrada e baseada na nuvem.
  • Integrar-se facilmente a outras tecnologias do ecossistema para coletar dados.
  • Facilitar o compartilhamento de dados para poder aproveitar dados comuns em várias áreas.
  • Visar e tratar os riscos de negócios de toda a organização e de ecossistemas de terceiros.
  • Criar fluxos de trabalho orientados aos negócios e baseados em processos para analisar e tratar riscos.
  • Incorporar a inteligência de risco e os fluxos de trabalho nas ferramentas diárias/operacionais.
  • Disponibilizar riscos e conformidade ao alcance de todos.
  • Permitir o monitoramento contínuo de riscos e controles por meio do uso de indicadores automatizados de risco.
  • Explicar o risco em termos comerciais por meio de painéis concentrados nos negócios.
  • Fazer tudo isso de forma contínua para departamentos e grupos funcionais de toda a empresa e com os fornecedores, para fornecer uma visão holística e em tempo real do risco.

  • Os custos podem aumentar
  • Há uma falta de visibilidade dos possíveis riscos
  • Um processo demorado para gerar relatórios no nível da diretoria cria dados obsoletos, o que resulta na incapacidade dos executivos e da diretoria de dar orientações e fazer análises adequadas
  • Os riscos de terceiros não são tratados adequadamente
  • Há dificuldade em medir o desempenho ajustado ao risco
  • Há muitas realizações negativas que geram:
    1. Descobertas da auditoria
    2. Penalidades de conformidade
    3. Custos de correção de violações
    4. Clientes perdidos
    5. Reputação prejudicada
  • Sem uma linguagem compartilhada, as pessoas perdem tempo com problemas de baixa prioridade
  • A produtividade sofre devido aos processos demorados
  • Experiências de usuário incômodas e desconhecidas são prejudiciais aos negócios, criando funcionários desmotivados na linha de frente
  • Incapacidade de colaborar com eficiência entre departamentos

O GRC eficaz estabelece uma abordagem para garantir que as pessoas adequadas obtenham as informações necessárias quando necessário, que os objetivos sejam estabelecidos e que os controles corretos sejam implementados para lidar com situações incertas e agir. Um processo de GRC feito corretamente gera os seguintes benefícios:

  • Redução de custos por meio da automação e pela redução da probabilidade de penalidades por descobertas de auditoria, violações de conformidade e falhas.
  • Redução do risco apresentado pelos fornecedores.
  • Maior capacidade de adaptação às mudanças dos modelos de negócios, aos riscos associados à transformação digital ou aos novos regulamentos.
  • Menor impacto sobre as operações: os ganhos de eficiência permitem que as organizações façam mais com menos.
  • Maior capacidade de ampliar os negócios.
  • Maior capacidade de coletar informações de qualidade com rapidez e eficiência de funcionários e fornecedores.
  • Maior acesso às informações de risco de toda a empresa com um só repositório.
  • Maior capacidade de repetir processos de maneira consistente.
  • Maior produtividade, eliminando tarefas repetitivas e redundantes.
  • Comunicação eficaz com as partes interessadas em todo o negócio, com os executivos e com a diretoria.
  • Tomada de decisões estratégicas com dados de riscos em tempo real e a capacidade de calcular o impacto sobre os negócios.
  • Vantagem competitiva: os clientes sabem que há um plano em vigor para lidar com os riscos, o que deve reduzir a probabilidade de uma violação e proteger melhor os dados deles.

Embora não haja uma solução de GRC única e ideal para todos os casos que possa garantir um processo eficaz de governança, risco e conformidade em todas as organizações, a maioria das soluções de GRC compartilha componentes comuns. Abaixo, há algumas funções e fatores essenciais encontrados na maioria das plataformas de GRC.

  • Controles
  • Fluxos de trabalho
  • Repositórios centrais de dados
  • CMDB para gerar impacto nos negócios
  • Indicadores de risco
  • Ciclo de vida das políticas
  • Biblioteca de documentos das autoridades
  • Tecnologia móvel
  • Chatbots
  • Integrações OOTB a terceiros

  • Gerenciamento de políticas
  • Conformidade regulatória
  • Gerenciamento de riscos digitais e de tecnologia
  • Gerenciamento de riscos de terceiros
  • Gerenciamento de auditorias
  • Gerenciamento de resiliência e continuidade
  • Gerenciamento de privacidade

Comece a usar o ServiceNow Governance, Risk, and Compliance

Gerencie riscos e resiliência em tempo real com a ServiceNow.