O que é FinOps?

Combinando finanças com operações, FinOps é uma estrutura para gerenciar despesas operacionais e manter a responsabilidade financeira na nuvem.

Mais que qualquer outra coisa, FinOps é o reconhecimento e a aceitação de que o gerenciamento tradicional da infraestrutura simplesmente não é eficaz ao trabalhar na nuvem. O FinOps reúne negócios, finanças e tecnologia para otimizar o gerenciamento de fornecedores de nuvem.

FinOps é uma prática tanto cultural quanto financeira. Ele estabelece as práticas recomendadas para uso da nuvem e, em seguida, conta com todos os envolvidos para que se responsabilizem pessoalmente. Em vez de equipes individuais e separadas de compras que trabalham em silos para identificar e aprovar custos, o FinOps une equipes interdisciplinares de negócios, finanças e tecnologia para gerenciar melhor os fornecedores de nuvem, as taxas e os descontos em um ambiente de nuvem.

Quando combinado com dados confiáveis em tempo real, ele proporciona maior controle financeiro e operacional.

Ao contrário de muitos movimentos tecnológicos modernos, FinOps não é um só avanço ou uma mudança de política realizada por qualquer empresa ou organização específica. Trata-se de uma evolução natural do gerenciamento tecnológico para contabilizar os recursos de nuvem sob demanda.

Com o aumento e a proliferação da computação em nuvem no novo milênio, muitas empresas começaram a ver uma mudança dos preços padrão e tradicionais para modelos de preços baseados no uso. E, embora isso tenha permitido que as empresas adotassem uma abordagem mais econômica à tecnologia, pagando apenas pelo tempo e pelos recursos que usavam, em vez de pagar uma taxa definida, isso criou uma crise para os CFOs. Afinal de contas, é quase impossível prever o uso de ferramentas com qualquer nível de precisão, o que pode fazer do orçamento um exercício de futilidade.

Para resolver esse problema, evitar despesas inesperadas e promover a lucratividade dos negócios, organizações do mundo todo começaram a desenvolver o conceito de FinOps (Financial Operations, operações financeiras). Essa revolução foi orientada por empresas de tecnologia respeitadas em todo o mundo, assumindo primeiramente a forma do gerenciamento de custos de nuvem, desenvolvendo-se para a otimização dos custos de nuvem e, por fim, chegando ao gerenciamento financeiro na nuvem.

Finalmente, inspirando-se no sucesso do DevOps, o FinOps nasceu, trazendo interdisciplinaridade e agilidade ao gerenciamento financeiro das tecnologias de nuvem.

Implementado com eficácia, o FinOps faz mais do que simplesmente realinhar o foco organizacional. Ele oferece habilidades claras para os negócios em relação ao gerenciamento financeiro na nuvem. Elas incluem as seguintes:

Análise precisa de custos

O FinOps permite que as organizações rastreiem com mais clareza de onde vêm seus custos, comparando gastos atuais e passados para identificar os principais acionadores.

Tomada de decisões em tempo real

Em um ambiente de nuvem baseado no uso, os negócios precisam conseguir fazer previsões exatas e tomar decisões em frações de segundo em relação às finanças. O FinOps gera informações de dados em tempo real para que as organizações possam responder de forma rápida e precisa.

Melhor planejamento de recursos

O planejamento e o orçamento eficazes dependem de um conhecimento prévio de quais recursos uma organização precisará e quando. A análise de dados históricos por meio do FinOps ajuda as empresas a prever melhor o uso de recursos para proporcionar um planejamento mais eficiente.

Como o FinOps depende bastante da responsabilização e do comprometimento pessoais, ele conta muito com o comportamento independente para promover a responsabilização e a agilidade dos negócios. Com isso em mente, o FinOps se baseia em vários princípios básicos.

Decisões baseadas no valor de negócios

Em vez de depender dos gastos agregados, os negócios devem se concentrar em métricas baseadas em valor e na economia por unidade. O FinOps orienta a tomada de decisões consciente que, muitas vezes, deve fazer compensações entre velocidade, custo e qualidade.

Planejamento de capacidade e recursos

As empresas devem estar plenamente conscientes dos seus recursos disponíveis e fazer um esforço conjunto para alocá-los com eficácia.

Gerenciamento centralizado

Embora a adesão deva ocorrer em toda a organização, o FinOps deve ser orientado por uma equipe centralizada que trabalha com provedores de nuvem para controlar as finanças em nuvem. Isso permite que outras equipes se concentrem no uso e na otimização, e não nas taxas.

Colaboração

A acessibilidade em tempo real proporcionada pela nuvem exige colaboração, melhoria e inovação contínuas entre as equipes de finanças e tecnologia.

Governança e política

As empresas que incorporam o FinOps devem estabelecer políticas de uso para todos os recursos de nuvem. Definir quem está autorizado a usar quais propriedades de nuvem e quando aprimorará a previsão.

Security

Embora quase todos os fornecedores de nuvem ofereçam algum nível de segurança, as organizações de FinOps também devem assumir a responsabilidade por funções relacionadas à segurança. Isso pode incluir gerenciamento de chaves, segregação de tarefas, gerenciamento de riscos e muito mais.

Propriedade compartilhada do uso da nuvem

O uso e a otimização de recursos são descentralizados, colocando a responsabilidade pelo gerenciamento do uso da nuvem em relação ao orçamento estabelecido nas mãos de equipes de recursos e produtos individuais.

Relatórios oportunos e acessíveis

As organizações do FinOps devem poder processar dados de custo assim que eles estiverem disponíveis, aprimorando a visibilidade e gerando loops de feedback mais rápidos. Os dados e as informações devem ser visíveis em todos os níveis da organização, e o desempenho deve ser avaliado usando parâmetros de comparação em nível de empresas do setor.

Modelos de custo variável

As tecnologias baseadas na nuvem dependem de custos variáveis, o que torna o planejamento de custos ágil e iterativo muito mais eficaz do que a previsão de longo prazo. O FinOps considera isso uma vantagem, permitindo que as organizações otimizem continuamente os custos da nuvem fazendo ajustes e correções de curso contínuos.

Como o FinOps adota uma abordagem iterativa para gerenciar as finanças em nuvem, o ciclo de vida do FinOps pode ser visualizado como um processo contínuo de três etapas.

Informar

O FinOps depende de visibilidade clara sobre os recursos, o orçamento, os parâmetros de comparação e muito mais para promover a tomada de decisões em tempo real para negócios e equipes. Quanto mais informada for a organização com visibilidade e alocação, melhor ela será em gerenciar os custos da nuvem.
Gráfico que mostra o ciclo de vida do FinOps.

Otimizar

Com os dados relevantes em mãos, a organização deve adotar as medidas necessárias para reduzir os gastos e dimensionar a capacidade corretamente sem reduzir a eficácia da nuvem. Otimização significa analisar objetivamente a utilização e as taxas e fazer as mudanças necessárias.

Operar

Depois de eliminar o excesso, as organizações precisam avaliar a eficácia. Medindo a velocidade, o custo e a qualidade das capacidades da nuvem, elas comparam os resultados com metas predefinidas. À medida que as melhorias são feitas e testadas, o negócio reinicia o ciclo continuamente para proporcionar a otimização contínua do FinOps.

É importante notar que além de esse ciclo se repetir automaticamente, ele também depende da equipe. Uma organização pode se encontrar em várias fases ao mesmo tempo, em vários departamentos.

Como o FinOps é uma mudança cultural em toda a organização que exige colaboração entre todas as equipes e departamentos, basicamente, todos os membros da empresa são partes interessadas do FinOps. Apesar disso, os que têm mais interesse no FinOps são os seguintes indivíduos:

Executivos

Os executivos lideram pelo exemplo ao adotar a cultura do FinOps. Eles se concentram na responsabilização e na transparência em toda a organização e agem como uma proteção contra as equipes que excedem os orçamentos.

Finanças/compras

Os especialistas em finanças e compras dependem de relatórios financeiros precisos e de dados históricos de cobrança para aprimorar a contabilidade e a previsão. Eles também usam suas informações analíticas para negociar taxas com fornecedores de nuvem.

Engenharia/operações

As equipes de engenharia e operações trabalham no FinOps para estabelecer o custo como uma métrica de desempenho e são responsáveis pela criação e manutenção dos serviços de suporte do FinOps.

Profissionais de FinOps

Os profissionais de FinOps ajudam a prever os gastos com a nuvem e trabalham em equipes para orçar e alocar recursos com precisão.

Ao oferecer uma abordagem ágil e confiável de gerenciamento de finanças em nuvem, o FinOps oferece várias vantagens distintas.

  • Relatórios em tempo real
  • Melhor visibilidade sobre custos e recursos
  • Fluxos de trabalho mais eficientes
  • Melhor colaboração em equipe
  • Maior flexibilidade operacional
  • Otimização dos custos da nuvem

Conforme abordado anteriormente, FinOps é uma mudança cultural que exige suporte e responsabilização contínuos em toda a organização. Para ajudar a garantir o sucesso do FinOps, apresentamos várias práticas recomendadas que podem ser implementadas em todos os níveis, equipes e departamentos.

Determine onde o dinheiro está sendo gasto

Identifique quais aplicativos, equipes e departamentos estão usando quais recursos. A visibilidade sobre os gastos atuais apresentará um claro ponto de partida para reduzir custos sem afetar o desempenho negativamente.

Elimine custos desnecessários

À medida que os custos desnecessários forem identificados, elimine-os. Os negócios de FinOps precisam conseguir se manter de forma enxuta, sem qualquer espaço para despesas irrelevantes com nuvem.

Use instâncias reservadas

Quando instâncias reservadas estiverem disponíveis, considere comprá-las para uso futuro. Geralmente, as instâncias reservadas ficam disponíveis por taxas mais baratas e podem ajudar a reduzir custos, quando comparadas às opções sob demanda.

Aproveite o escalonamento automático

Quando as cargas de trabalho forem imprevisíveis, aproveite as opções de escalonamento automático para ajustar automaticamente os recursos computacionais de acordo com os serviços ativos.

Evite ficar preso a um só fornecedor

Ao trabalhar com vários fornecedores, os negócios aprimoram sua flexibilidade e proporcionam uma variedade melhor de opções de nuvem.

Procure e aproveite os descontos

Embora possa ser vantajoso trabalhar com vários fornecedores, alguns deles oferecem descontos por volume, o que possivelmente oferece economias significativas em serviços em nuvem.

Há muitos fatores envolvidos no estabelecimento de práticas e cultura bem-sucedidas de FinOps. A ServiceNow, líder mundial em gerenciamento de serviços de TI, facilita o FinOps eficiente com o ITOM (IT Operations Management) e o avançado Cloud Management.

O Cloud Management da ServiceNow oferece aos desenvolvedores mais agilidade e governança para implantar e provisionar recursos essenciais sob demanda, reduzindo os custos da nuvem e gerenciando com mais eficiência as despesas operacionais. O ITOM permite que os usuários prevejam com mais precisão os problemas que possam afetar a responsabilização financeira, ao mesmo tempo em que aplica resoluções automatizadas baseadas em informações confiáveis e concentradas em dados.

Além disso, agora, os usuários podem analisar a variedade de despesas com ativos de nuvem com o aplicativo ServiceNow Cloud Insights. Dimensione os recursos corretamente, reduza os custos desnecessários e identifique as principais oportunidades para otimizar as operações na nuvem e economizar dinheiro. A ServiceNow torna tudo isso possível.

Veja por si mesmo como a ServiceNow pode ajudar a transformar em realidade o sonho de um FinOps eficaz e colocar a nuvem para trabalhar para o seu negócio.

Descobrir as possibilidades

Automatize o ciclo de vida de ponta a ponta de licenças de software, de ativos de hardware e da nuvem em uma só plataforma.